No interior do Norte

Desculpem.... mas este blog é apenas para pessoas inteligentes! Se não é o seu caso, peço lhe suavemente que se retire. Desculpe o incómodo!

sexta-feira, setembro 22

VIAGEM



Hoje, como de alguns tempos para cá…o coração bate lento. Bem mais lento. As palavras que rasgam a alma e com força se soltam …são penosas. Duras e amargas. Agrestes…. Tou farto delas....Rejeito-as.
Hoje quero mais….quero sorrisos. Quero rostos iluminados. Quero vislumbrar a centelha dourada que acende o brilho do olhar.
Hoje vamos sair!
Levo-te ao cinema!
Não a esse tridimensionais, virtuais e coisas tais em plenos centros comerciais….
Meu dinheiro não serve para filmes desses.
Vamos descobrir velhos cinemas que resistem fora do condado urbano!
Esses erigidos de pedra e fascinação, perdidos num interior longínquo que apelam a intimas lotações.
Eu sei o caminho….
Antes, irás por esse vestido brilhante que jaz perdido no roupeiro do esquecimento. Aquele cor de carmim e luz que só usas em solidão á frente do espelho .
Faz frio! Traz a écharpe ! aquela que ainda pensas que foi uma oferta ridícula e desperdício de dinheiro! Hoje faz sentido!
Por momentos serás estrela de cinema no topo do salto de agulha. Quero que ponhas baton rosa e um toque de perfume francês por trás da orelha …. Estás linda!

A fachada iluminada do velho cinema, trás o glamour da vida que mereces!
Acompanho-te ao átrio de entrada e deixo-te a contemplar esses velhos cartazes -quais obras de arte – neste breve e improvisado museu de sétima arte, enquanto me dirijo ao óculo da bilheteira!
Errol… .Gable… Brando… Dean… Marylin … colossos que nem o vento consegue levar…
Já tenho os bilhetes . Não havia plateia! Também não a merecias!!! Levo-te para o balcão com o revisor de guia com a velha e eterna lanterna .

Puxo-te a cadeira e espero que te sentes antes de cúmplice me sentar a teu lado.
Sentada no balcão central –qual rainha Vitória - ainda feito com talha e veludo e cheiro a fantasia , observas aos poucos a sala a encher de almas singelas que buscam o mesmo….
Shiuuuuu…. As luzes apagam! Começa o feitiço! Imagens garrafais que nos envolvem e nos levam para longe!!!!!
O teu olhar em grande angular abrange toda a largura do pano ! Não vê o meu, perdido no grande plano que esboço do teu rosto. Por ele valeu a saída!
Acção!!!!
Apertas minha mão quando vez nossos nomes escritos em letras de metro no brilho do écran , em Espanto!!!!!!
Em breve… no fim da contagem …..Fugiremos de um kingKong atónito , gigante - a preto branco - que te quer fascinar e roubar .….lutarei por ti com um sabre luz púrpura protegendo-te do lado negro da força…
Juntos , assaltaremos um banco no oeste insolente e fugiremos alados no balão de Fogg para os jardins de luisXIV prometendo aventuras de capa e espada….
Pedirás para mim um dry Martini (mixed not shaked) enquanto jogo bacará !!!! Achtung baby…. Os vilões de Capone já nos toparam!!!!! Corre…..
Saímos rápido do casino Macau e aportamos na Terra Média….
Eis que surgem elfos e homens a caminho de Mordor….que nos confiam o anel um para o destruirmos …Descansa…Tenho comigo a Magnum 44 que harry me deu….. Será que Sauron se sente com sorte????
Entra…é Nemo que abre a escotilha… vou mostrar-te a Atlântida perdida a bordo do Nautilus…e cearemos mais logo iguarias orientais na ilha de Verne …
Usamos o menir de kubrick como ponte de fé para buscarmos o Graal e ainda antes de anoitecer levo-te a Marte.
The End!!

O filme termina…anunciando a sequela ….

Há um aplauso gigantesco que se sente no respirar….
A sala acende-se … todos saem felizes … especialmente tu!
Amparo-te no meu braço ao longo da escadaria de mármore frio …descemos pausadamente evitando a confusão á saída…
A noite esfuma-se lenta…. No exterior soltas, doce, um tremor de frio que avisto no bafo dos transeuntes…
Ponho em teus ombros meu casaco branco de calor , exactamente como fazia o artista ! Cruzas os braços nas abas do mesmo e aguardas um instante que eu busque o carro…
No regresso guardamos as palavras. São inúteis quando estamos felizes…
Falamos com olhares…ainda perdidos na viagem….

Não nos despedimos…. ninguém gosta de despedidas ….
Agradeces o momento sem que precises de o fazer…. Ligo o motor enquanto me devolves o casaco . Bates a porta do carro em claquete e corres rápida para o interior do cinema da tua vida.

Hoje, se Deus quiser, vais adormecer tranquila e encantada…. Aninhada na cama, envolta no edredon de penas , levitas ….
Ainda trazes os sons e o cheiros da tela…
E antes de morfeu te levar …. Irás olhar fascinada - com esse brilhozinho no olhar de menina mulher - o retrato que te tirei em Madison County….

48 Comments:

Blogger Elisheba said...

Como sempre um belo texto!!

Um bom fim de semana e...bom cinema!!

7:54 da tarde  
Blogger Daniela said...

Adorei! Nem sei mais o que dizer!

beijinhos

8:17 da tarde  
Blogger Irritadinha said...

Brilhante como sempre.

Beijo

8:19 da tarde  
Blogger eu mesma said...

Infelizmente hoje em dia as idas ao cinema perderam a magia que tinham: agora vai-se ao cinema quando se tem um tempo livre, de forma casual e com as pipocas e os copos de refrigerantes como banda sonora.

9:08 da tarde  
Blogger Angela said...

Belo texto!
Costumo dizer que escrever é viajar. E eu viajei na tua viagem, na viagem que o cinema é!

Beijinhos.

10:01 da tarde  
Blogger Gracinha said...

Para não variar, maravilhoso,simplesmente!

Bom fds, beijinhos

12:22 da manhã  
Blogger Tons Pastel said...

Deixaste-me extasiada! Este era mesmo o cinema onde eu ia quando era mais menina. Quando tinha algumas décadas a menos! Como tu descreveste tudo tão bem! És bem mais jovem mas ainda te lembras destas salas e recorda-las aqui com talento.Depois, descreves tão bem o antes, o durante e o depois...Ai, Paulinho!
Beijinhos amigo

7:25 da manhã  
Blogger missixty2000 said...

Não te sabia tão romantico! Está lindo! beijos da miss

10:04 da manhã  
Blogger Luna said...

Fico presa nos teus textos, realmente maravilhosos, perdemos a simplicidade, e o deleite das pequenas coisas, de tanto procurarmos algo que nos preencha,estamos-nos a perder da vida

10:19 da manhã  
Anonymous Hope said...

um post verdadeiramente genial!
É uma mescla perfeita!
Notei curiosas tuas palavras no inicio do post!
Penso que apelas á calma interior e não queres postar um post mais "real"! de acordo com os dias e a vivencia dos mesmos! de facto so coisas más e tu sendo um notavel obsrevador...
Penso que preferiste levar-nos a viajar!
Fabulosa viagem!
Uma descrição perfeita! O apelo ao traje e ao glamour!
As imesas citaçõea a filmes de culto! A magia da pelicula!!!!
E no fim uma referencia a um filme que completa o post - Madison..._

Amei!!!!

um beijo cinéfilo!

11:26 da manhã  
Anonymous yaris said...

Para onde me levas???? AMEI!!!!!!
um post fabuloso! Uma verdadeira viagem!
So TU!

um beijo longo

12:10 da tarde  
Blogger Sophia said...

Descobri hoje os teus textos e as tuas palavras (independentemente de estares "farto" delas).Obrigada!Um bom fim-de-semana para ti.

12:48 da tarde  
Blogger Ana Melita said...

Maravilhoso!! Adorei...Fiquei sem palavras!

Beijos

12:55 da tarde  
Anonymous Thelostend said...

post delicioso e que de facto nos embala numa viagem!
Extremamente bem elaborado e pleno de fantasia!
perfeito!

um abraço

3:27 da tarde  
Blogger Juro said...

viajo nas tuas palavras...
E, eu própria, entro na tela...

Quero mais...

8:08 da tarde  
Blogger MalucaResponsavel said...

Ola,
andei a tentar ver se decifrava tds as meias palavras e tds as referências cinematográficas indicas nessa "viagem"... Deixa-me dizer-te que a última referência, deixou-me KO. É, sem dúvida, um dos filmes da minha vida. Bj

8:16 da tarde  
Blogger Ruby Sackville-Baggins said...

A grandeza dos nossos actos, eu acho, está no facto de eles trazerem felicidade para alguém. Sermos nós a proporcionar um sorriso de satisfação, uma gargalhada, um brilho no olhar, um gesto de boa disposição, é simplesmente fascinante e enriquecedor.

Mas nós também precisamos que olhem por nós e nos dêem momentos felizes. Especiais, diferentes, únicos.

Excelente! Excelente mesmo o teu texto. Parabéns.

**

9:31 da tarde  
Blogger alfazema said...

Li o teu post com tanto gosto! Que viagem! Ao passado! Dei por mim sentada no Condes, ali na Avenida da Liberdade/ Restauradores, do lado direito de quem vem da Rotunda do Marquês.Uma sala deslumbrante! Parece-me que foi obra do arquitecto Cassiano Branco. Magnífico!Vestia-me como se fosse para uma festa e pintava os olhos com sombra azul. O rimmel também era azul, a condizer. Que euforia!Noites que nunca esquecerei. Cinema cheio. Luzes, lustres de cristal, que davam mais brilho ao ambiente. Sentia-me uma actriz. O filme começava, as luzes escureciam e, na tela, gigante,actores e actrizes faziam-me sonhar. De mão dada, bem aconchegada, sentia-me uma personagem. Depois, tudo acabava mas eu continuava feliz. Adivinhava um regresso em grande. Há tanto tempo, Paulo!
Mas, hoje, sinto-me a descer aquela escadaria bem iluminada, acompanhada por alguém de quem muito amei. Dei e recebi.Tudo passa mas a memória ainda retém frases, sons, cheiros, cores...
Obrigada amigo por me teres proporcionado um momento tão feliz num destes cinemas.
Beijinhos

9:53 da tarde  
Anonymous mac said...

O teu post fez lembrar a magia sentida, também naquele filme de culto, "Cinema Paraíso"...faz ter saudades desses grandes filmes. Hoje é só remakes e adaptações da BD. Quero um Kazan, um Felini, um Copolla, um Scorcese. Até o Woody Allen já degenerou...

12:58 da tarde  
Blogger belinha said...

Era só para dizer que actualizei o "bilogue"!Boa semana!

6:13 da tarde  
Blogger an ordinary girl said...

Teu texto de hoje fez-me lembrar de alguns filmes que desde sempre quero muito ver... mas que ainda não vi.
E a sensação que isso me deixa é muito boa: saber de coisas que nos faltam fazer e que sabemos de antemão que vamos gostar muito. Porque a idd vai quebrando o encanto de tantas outras coisas, não achas?
O texto é delicioso. Sei lá, como gelado: dá vontade de sorver rápido, com receio que algo escape/derreta e fique por saborear. É patetice a comparação,eu sei. As palavras, pelo menos as escritas, não somem e podemos saborear quantas vezes quisermos. Mas sou impulsiva, gosto de dizer (e fazer) o que me vem de imediato à cabeça e pronto, lembrei desta cena dos gelados. (Talvez seja desejos de um).
:)
Ena!, estou tagarela hoje, já há algum tempo não me acontecia. Desculpa-me, Paulo.
Obrigada, por partilhares tua arte connosco.Muito obrigada, pela viagem!!
Um beijooooooooooooooo.

fatima

4:04 da manhã  
Blogger an ordinary girl said...

Voltei para te agradecer umas outras palavras, que escreveste há uns dias atrás. Tu sabes a que me refiro. Entre outras coisas: comoveste-me. Um dia talvez te explique a razão de isso acontecer.
Um beijo e um xi-coração apertado, sentido.

fatima

4:09 da manhã  
Blogger Sofia said...

Já te disse que escreves muito bem? Muito bom, muito bom, lê-se e sente-se o que descreves, e é como se estivesse lá a ver tambem esse filme maravilhoso.

Obrigado por me teres levado ao cinema.

um bj pra ti

10:18 da manhã  
Blogger Gracinha said...

Uma boa semana para ti, amigo...

Beijinhos

10:47 da manhã  
Blogger Utzi said...

Um texto que foge ao estilo habitual... gostei muito, sinto-te mais optimista... ou apaixonado... será impressão minha? :) Beijos

12:52 da tarde  
Blogger Flôr said...

um texto cheio de.... sentimentos!
muito bonito!

Escrever é "extravassar" o que nos vai na alma!... e isso acontece com o que tu escreves!

obrigado pela tua visita :)
um beijinho

4:44 da tarde  
Blogger Vanda Baltazar said...

Lindissimo, Paulo :)

...e esse final, feito por medida...Afinal é tão simples!

Somos os actores principais da nossa vida!

E da deles, também, por amor :)

um beijo de boa semana!

Van

4:47 da tarde  
Blogger  said...

Definitivamente um dos meus preferidos! Adorei essa mistura (misturado e não agitado) de alusões a vários filmes!
Adorei mesmo...
...mesmo...


1 beijo de profundo agradecimento*

10:27 da tarde  
Blogger Besnico di Roma said...

Hoje fui ao cinema, ao cinema a sério, através das tuas palavras.
Belo texto sem duvida.
Vidago?!... terra onde ainda correm vestígios do meu passado “Hotel Avenida” e onde foi rodado um filme sobre a guerra civil de Espanha. Não só no nosso hotel, mas também na estação do comboio, no café Avenida, na velha “ pharmácia”…
Um abraço para ti Paulo e até ao próximo filme.

1:33 da tarde  
Blogger missixty2000 said...

Já vi que o fim de semana foi longo!Ainda o mesmo post!!!???Já que gostas de levar as meninas ao cinema, leva-as a ver "Volver" do Pedro Almodávar-post no meu blog!
Atenção a esse lord, eeehh, escreve bem, mas não bate lá muito bem...eheh!!aposto que nao vai comentar este teu post, é demasiado lamechas para ele, gosta de coisas mais sanguinárias eheheh!!
beijos da miss

3:32 da tarde  
Blogger Andreia do Flautim said...

:)

Tens jeito!

Beijinho

3:35 da tarde  
Blogger Verinha said...

Adorei ser envolvida por cada palavra tua… cada expressão… cada sentimento… uma verdadeira viagem no tempo, onde o amor nos ofusca com essa luz tão especial…
Adorei, que mais posso dizer! Para uma primeira visita fiquei agradavelmente surpreendida.
Quero voltar, vou voltar :)
Obrigado por achares o meu blog algo significante que possa ser visto por alguém com um dom de escrita tão aprofundado quanto o teu… fiquei feliz:)

Jokas Deliciadas;)

4:28 da tarde  
Blogger EMN said...

Deslumbras-me....

emn***

4:31 da tarde  
Blogger Quicocas said...

Parabéns pelos textos lindos que aqui vi!
E obrigada pela visista ao meu cantinho!

4:48 da tarde  
Blogger Flôr said...

obrigado pelo comentário que deixaste no meu "jardim virtual". És bem-vindo!

Tb é um prazer "mergulhar" nas tuas lindas poesias.... tão sentidas!

um beijinho e um sorriso :)

4:55 da tarde  
Blogger Cristiano Contreiras said...

Parabéns pelos textos - ótimos!
Gostei do conteúdo do blog!

10:01 da tarde  
Blogger kikas said...

Grande sonho, está muito bonita a descrição

9:46 da manhã  
Blogger missixty2000 said...

Paulo pode até nem ser, assim tão maligno, mas o que é certo é que aquela tua romantica ida ao cinema, não o comoveu!Agora talvez percebas o meu primeiro comentário quando disse "comover pedras não é para qualquer um". Já o conseguiste fazer algumas vezes mas não vais conseguir sempre que quela pedra é mesmo duraaaaa!eheheh
beijos da miss

11:28 da manhã  
Blogger vida de vidro said...

Que viagem por tantos filmes do meu imaginário! Belo texto! :)**

2:42 da tarde  
Blogger Vanda Baltazar said...

uma bela tarde outonal :)

e se houver nuvens, decerto serão felizes :)


Van

3:43 da tarde  
Blogger Ari said...

Segui os teus passos e vim conhecer-te.

Se um dia me convidares pra ir ao cinema irei com muito gosto :)

O texto é lindo !

Deixo-te um beijinho

3:56 da tarde  
Blogger Ananda said...

Delicioso! ;)
Beijinhos!

2:27 da tarde  
Blogger Francieli Rebelatto said...

Tensos muito densos e muito bons, ótimo, gostei mesmo. Parabéns

2:37 da tarde  
Blogger Et said...

Lindo!!!
Conforme previas, adorei o texto. Simplesmente fantástico.
Parabéns.

"No regresso guardamos as palavras. São inúteis quando estamos felizes…
Falamos com olhares…ainda perdidos na viagem…." - está tudo dito!

;)

6:37 da tarde  
Blogger Marlene Maravilha said...

"No regresso guardamos as palavras. São inúteis quando estamos felizes...falamos com olhares...ainda perdidos na viagem..." :))
abraços

11:46 da tarde  
Blogger Sunshine said...

LOL... quero ir ao cinema contigo! Perder-me numa fantasia qualquer... entregar-me aos momentos de uma noite mágica... adorei o texto Paulo... não pares por aqui.

1:14 da manhã  
Anonymous julie said...

Gostei muito do texto, para não variar. Não costumo ir ao cinema, mas com o fascínio que tenho pelas coisas antigas, não me importava de entrar num cinema antigo e ver filmes antigos. Seria uma espécie de viagem no tempo ao passado; porque nesse passado tudo era mais verdadeiro e as pessoas sentiam o que diziam , acho que hoje os valores estão em crise. Continua assim.

4:01 da tarde  
Blogger Erotic Spirit said...

OMG!! U r fantastic!! What a trip... lucky girl - I'm green with envy! lol lol

*) kiss

2:59 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Hoteis
Contador acessso
Medical Billing Software
Medical Billing Software