No interior do Norte

Desculpem.... mas este blog é apenas para pessoas inteligentes! Se não é o seu caso, peço lhe suavemente que se retire. Desculpe o incómodo!

sexta-feira, agosto 4

TELEGRAMA

Precisávamos disto!
Eu e tu.
Desta tensa acalmia , que o mês do Demo nos oferta. Para nos separarmos.
Não é este o tempo para te continuar a acordar, violento…agreste…cruel…
Também o tempo me é roubado.
Deixo-te no sossego … respirando sonolenta e ofegante nesta límpida madrugada, em que reclamas egoísta a longa noite que se não cumpriu , de abafada e asfixiante … Que te deixou á deriva … em insónia.
Precisamos da calma que o espírito exige! Para o lapidarmos em magia, na promessa de tempos melhores.
Cansamo-nos de esperar Godot. Era disparatado!
Fui-te entretendo com realidades! E entre gargalhadas e facadas atrozes…tentei animar-te e se possível deslumbrar-te, nesses 5 minutos que me consagras e que alguém reclama! Venero-tos!
Sussurrei-te – qual amante – o pérfido…e de ti veio sempre compreensão e regaço. Nunca menos….nunca demais…. E no delicioso embalo do teu colo, na mão doce que afaga meu conto… conquistamos a inquietude da paz. De um absurdo dever cumprido.
Caminhando lado a lado!
Desbravamos paisagens cinéfilas, de tão irreais na sua existência. Sondamos o quotidiano e cheiramos napalm… trouxe-te á terra. Á minha terra….

É justo que agora te cubra de rosas. Te sirva um vinho novo com travo a esperança! Que te leve envolta em silêncio, mostrando-te o Mar alem de finisterra! Sob um manto de luar…Que baile contigo. Em segredo…No segredo intemporal da viagem.
É justo que adormeças serena, sem mácula nem remorso.
É justo que te deixe acenando-te a promessa da semente e não do fruto.

Talvez raie uma gotícula de chuva no canto doce do olhar. Nos nossos rostos desconhecidos que só o coração revela, fica o silencio abrupto da paz dos sentidos e do sentimento conquistado!
Este é um dia de júbilo, porque o quero assim.
Dispo meu fato de agrura. Limpo ao farrapo da vida o meu rosto de mimo e baton. Sou apenas EU.
Que me vergo numa sentida vénia perante Tu. Tu que me leste e noites a fio me deste companhia. Vergo me a ti....Em gratidão.

Neste adeus, fica a jura.
Volto Breve. Ainda antes de , inertes, as primeiras folhas tombarem !
Descansa…vigiarei teu sono. Envolto num manto de silencio. Afastando de ti os demónios…

Paulo

37 Comments:

Blogger eu mesma said...

nunca gostei de despedidas...

7:27 da tarde  
Blogger alfazema said...

Apesar de alguma tristeza inerente a uma despedida, gostei muito de ler o teu post.
Belo texto. Beijinhos

10:28 da tarde  
Anonymous Marta C. said...

obrigada Paulo. OBRIGADA!
Volta breve! precisamos de Ti!
Mesmo nesta hora em que te despedes de todos aqueles que te Lêm... Não deixas de ser Sublime!
Por mim digo-te que foi um privilegio "conhecer-te" e contigo partilhar belos momentos de letras e sentimentos!
Sou eu que me curva perante teu génio!
Não demores.

Beijo imenso!
uma imensa admiradora Tua!

10:47 da tarde  
Anonymous sentido de oportunidade said...

Ao ler fiquei na duvida... mas depois tudo fez sentido!
Entendo e respeito que te ausentes!
Se bem te percebi, impoes tréguas!
e penso que percebi!
Olha, quero dizer que o teu blogg é importante, é necessário!
Volta rápido!

Um grande abraço!
é para mim tambem um prazer partilhar o interior do Norte!

10:52 da tarde  
Blogger Ana said...

Post muito intenso.Espero que voltes depressa.

11:12 da tarde  
Anonymous hope said...

poxa... Paulo a tua escrita é um vicio... não passa um dia que por aqui não passe na ansia de um novo post!
Mesmo neste (espero que breve abandono....)dizes-me até ja de um jeito que arrepia!
és verdadeiramente um génio!
Volta breve. Já sinto saudade!

Um enorme beijo!

11:33 da tarde  
Blogger Velutha said...

Paulo, as despedidas nunca são agradáveis. E esta ainda o é menos. Deixo um comentário no teu último post.Com alegria por ter podido ler alguns posts, com tristeza por não me dares oportunidade de contuinuar a comentar.
Beijinhos

6:46 da manhã  
Anonymous Mafaldinh@ said...

fiquei triste. soltei a chuva...
És especial. Gosto muito do teu blogg e da forma que escreves!

Volta logo! aguardo te.

mil beijos Paulo.

11:08 da manhã  
Blogger MalucaResponsavel said...

Ola,
n gst d despedidas... n gst... bj

8:14 da tarde  
Blogger Maria Araújo said...

Volta breve!!

:)

1:44 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

"Volto Breve. Ainda antes de , inertes, as primeiras folhas tombarem!" - Boa maneira de dizer Outono. Um ansioso até já Paulo!

3:28 da tarde  
Blogger Andreia do Flautim said...

Antes de mais obrigada pela visita ao meu blog:)

Aparece sempre que quiseres!

Gostei da tua maneira de escrever.

Um abraço!

8:37 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

partilho os coments!
Volta breve.
adorei o post!

Um imenso abraço.

L.P.

10:20 da manhã  
Blogger Marlene Maravilha said...

Este é um dia de júbilo, porque o quero assim! Decidido! Com esperanças de algo novo e feliz!
Achei profundo e gostei muito.
bjos carinhosos do Brasil.

7:21 da tarde  
Blogger vida de vidro said...

Uma despedida tão cheia de sentimentos complexos! Concordo que é necessária a separação, por vezes...
Espero que voltes porque a qualidade da tua escrita não é muito frequente. **

7:59 da tarde  
Blogger Ruby Sackville-Baggins said...

É bom tremos alguém que olhe por nós. Mesmo quando dormimos. Mesmo quando não nos apercebemos.

Volta depressa, sim?

**

8:27 da tarde  
Blogger  said...

Não te demores muito! Belo texto... admiro imenso o facto de conseguires fazer vários tipos de escrita. Ora sensivel, ora crítica, ora humorística, ora tudo junto, ora... sei lá que mais...

9:18 da tarde  
Anonymous Thelostend said...

Volta muito breve amigo!
um grande e já saudoso abraço!

2:26 da tarde  
Blogger o lápis said...

Uma doce despedida...quase sem partida...


Gostei muito!


Van

2:47 da tarde  
Anonymous li@ said...

volta breve!
amei este post de até já.

um beijo ;)

5:51 da tarde  
Anonymous Luisa said...

volta breve!
A tua escrita é importante!

beijo;)

11:32 da manhã  
Blogger alyia said...

Bonito :)

2:47 da tarde  
Blogger an ordinary girl said...

Muito bonito este texto, Paulo. Mas hoje é um dia mais dificil ainda que os anteriores, para mim. Minha filha está em inglaterra e eu estou aqui. E lá, não a sei nem a sinto segura. Principalmente hoje. Mas em lugar nenhum estamos seguros, nao é?
Um beijo para mim? onde?

beijos meus, para ti!

4:57 da tarde  
Anonymous Pedro Gomes Souto said...

Regressei hoje de ferias e vim visitar-te. Vejo que tambem tu estas ausente. Adorei imenso este post de até já! Volta breve!

Um abraço

11:13 da manhã  
Anonymous tuch@ said...

Uma "boa viagem" e um breve regresso!!!!
já tou com saudades!!!!

um beijo ;)

5:23 da tarde  
Blogger Krahedame said...

olá, já tenho visitado o teu blog algumas vezes, mas apenas hoje comentei, cada vez que leio os teus textos fico hipnotizada, a forma como escreves é de uma genialidade impressionante, juntas a ironia pura com a realidade nua e crua de uma forma muito peculiar, nunca vi ninguém que escrevesse como tu.Parabéns!

3:28 da manhã  
Anonymous Pilar said...

Justo seria eu poder adormecer ao teu lado e saber ke olhas por mim!

3:58 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Longa se torna a espera....
Volta Breve!

H.C

5:07 da tarde  
Blogger As cores da vida said...

Eu penso que um adeus será sempre um até já

12:41 da tarde  
Blogger Diana said...

Até me escapa uma lágrima ao canto do olho... ;) És um verdadeiro anjo da guarda (das nossas mentes..)

6:22 da tarde  
Blogger Diana said...

Até me escapa uma lágrima ao canto do olho... ;) És um verdadeiro anjo da guarda (das nossas mentes..)

6:22 da tarde  
Blogger Bel said...

Que regresses quando te sentires bem.
um abraço

8:10 da tarde  
Blogger Sunshine said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

10:24 da tarde  
Blogger Sunshine said...

Olá Paulo...
Encontrei o teu blog por acaso, por um comentário que deixastes num blog de uma amiga minha.
Com poucas palavras dissestes tanto e por isso tive que vir conhecer-te a ti.
Fiquei abalada ao ler o teu nome, pois não me é desconhecido embora não pertença á mesma pessoa. Existe uma pessoa que compartilha o teu nome, mas provavalmente não vou chegar a conhecer-lo tão bem quanto vou conhecer-te a ti através do que tu escreves... talvez é melhor assim, ele uma vez avisou-me que é bom que os pensamentos das pessoas sejam desconhecidos porque senão havia possibilidade de nos apaixonar por elas.
Voltando ao que escrevestes...
Fiquei com a lágrima no canto do olho, porque sei o que é dizer a Adeus e a doce amargura de visitar o nosso cantinho.
São duas lagrimas... uma na chegada, outra na partida... uma doce, outra mais amarga, porque não existe dor mais dificil de aguentar do que a distância.
Quem nós levamos á nossa terra, levamos a nos conhecer. Porque faz parte de nós, da textura da nossa alma, do som da nossa voz... porque foi lá que encontramos as bases da nossa identidade.
Tudo isto para que dizer que adorei o que escrevestes, ainda mais que regresso da minha primeira viagem ao Norte... fiquei com a maior vontade de lá voltar!
Ei de voltar sempre, para ler os teus pensamentos.

10:27 da tarde  
Blogger Daniela said...

Tendo em conta o post acima, voltas em setembro certo ? ;)

1:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Very nice site! Huge lot of brand name maternity clothes washington duvall laser tatoo removal Maria s and tennis

2:40 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Very cool design! Useful information. Go on! » » »

8:37 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Hoteis
Contador acessso
Medical Billing Software
Medical Billing Software